Pular para o conteúdo principal

Desaceleração econômica mundial diminui confiança do empresário em novembro

Boletim sobre a confiança do industrial catarinense, referente à dezembro de 2023

Publicado em 08/12/2023

Em novembro  o industrial catarinense permaneceu com sentimento de falta de confiança em relação à economia. O mês registrou o terceiro pior resultado do ICEI em 2023 no estado, com 46,3 pontos no índice, permanecendo abaixo do limiar de 50 pontos. Já a média nacional manteve-se estável, na casa dos 50,4 pontos, demonstrando sentimento de confiança em relação à economia.


Os dois indicadores que formam o ICEI estadual apresentaram queda em novembro. O maior impacto negativo veio do índice de condições atuais, referente ao sentimento do industrial em relação aos seis últimos meses, que registrou  recuo de 1,1 ponto em relação ao mês anterior. O índice de expectativas, que diz respeito ao sentimento para os seis meses futuros, apresentou retração de forma menos acentuada, 0,6 ponto na mesma base de comparação.

ICEI novembro - índice de confiança do empresário industrial


A deterioração das condições atuais pode ser explicada, em parte, pelo desempenho da produção industrial no estado, que caiu no mês de outubro e na comparação do acumulado do ano (janeiro a outubro).
A indústria vem sendo penalizada ao longo de 2023, devido a fatores domésticos como o nível ainda alto de juros. Apesar do Banco Central ter iniciado o processo de cortes na taxa Selic, ela ainda se encontra em patamar historicamente elevado.

ICEI novembro - índice de condições atuais


Além disso, a desaceleração da atividade econômica dos principais parceiros comerciais do estado, particularmente, Estados Unidos, China, União Europeia e Argentina impactaram negativamente as vendas internacionais.  A menor demanda por produtos catarinenses já é observada no montante exportado, que apesar de seguir em níveis historicamente elevados, apresenta retração de 4,0% no acumulado do ano até novembro.


Em relação às expectativas do empresário industrial para os seis meses seguintes, as projeções de um menor crescimento para a economia global em 2024, e as incertezas geopolíticas contribuíram para a manutenção do sentimento pessimista.


Além disso, as projeções do mercado, divulgadas pelo boletim Focus, apontam para um crescimento mais moderado da atividade econômica brasileira para o próximo ano, o que contribui para o resultado. Atualmente, o mercado espera que o PIB de 2023 cresça 2,9%, já para 2024 a expansão deve ficar na casa de 1,5%.
 

ICEI novembro - índice de expectativas

Acesse o boletim na íntegra abaixo:

Anexos