Pular para o conteúdo principal

Competitividade

Competitividade

 

Santa Catarina tem mostrado altos índices de desenvolvimento, 
ocupando o 1º lugar em saúde e desenvolvimento social, 
além de ocupar o 2º lugar nos quesitos juventude, 
saúde e educação e o 4º em segurança.

Ranking de Competitividade dos Estados

Outro indicador que compara o nível de desenvolvimento das Unidades Federativas é o Ranking de Competitividade dos Estados, criado pelo Centro de Liderança Pública (CLP). O índice, ao considerar variáveis como segurança pública, seguridade social, infraestrutura, educação, solidez fiscal, eficiência da máquina pública, capital humano, inovação, potencial de mercado e sustentabilidade ambiental, mede a atratividade dos estados para grandes investimentos. ​

Santa Catarina vem aumentando sua posição no ranking desde 2011, quando ocupava o 7º lugar.

Passou para 6º em 2012, permanecendo até 2013. Em 2014 subiu para 5º e em 2015 saltou para 3º lugar, ficando nele até 2016. Em 2021 manteve a 2º colocação no ranking, posição que ocupa desde 2017, atrás apenas de São Paulo.

 

Na composição do resultado final de 2021, Santa Catarina obteve o 1º lugar em sustentabilidade social e segurança pública, além do 2º lugar em eficiência da máquina pública e educação, 3º em inovação e infraestrutura e 4º em sustentabilidade ambiental.

                                 

Segurança Pública

Segurança Pública

Santa Catarina

 
Sustentabilidade Social

Sustentabilidade Social

Santa Catarina

 
 
Eficiência da Máquina Pública

Eficiência da Máquina Pública

Santa Catarina

1º Espírito Santo
 
Educação

Educação

Santa Catarina

1º São Paulo
 
Infraestrutura

Infraestrutura

Santa Catarina

1º São Paulo
 
Inovação

Inovação

Santa Catarina

1º Rio Grande do Sul
 

Rankings Gerais


Sociodemográfico

Maior expectativa de vida:

79,9 anos

IBGE, 2021
 

Menor taxa de mortalidade infantil:

9,6 por mil

IBGE, 2021

10º

Em população:

7.338.473 habitantes

IBGE, 2021

Desenvolvimento Humano

Menor índice de GINI:

0,412

PNAD, 2021
 

Menor proporção de jovens que não estudam e não trabalham:

12,7%

IBGE, 2019
 

Menor taxa de abandono no ensino fundamental:

0,2%

INEP, 2020
 

Melhor nota no IDEB do ensino fundamental:

6,5

INEP, 2019
 

Melhor nota no IDEB do ensino médio:

4,2

INEP, 2019
 

Menor taxa de distorção idade-série no ensino médio:

22,7%

INEP, 2021
 

Menor taxa de distorção idade-série no ensino fundamental:

11,2%

INEP, 2021
 

Melhor resultado no PISA:

412 pontos

OCDE, 2015
 

Maior IDH:

0,774

PNUD, 2010
 

Pesquisa e Inovação

Maior número de grupos de pesquisa:

1.862 grupos

DGP/CNPQ, 2016
 

Maior participação na propriedade industrial:

9.207 registros

DGP/CNPQ, 2016
 

Maior percentual de pesquisadores doutores:

6.766

DGP/CNPQ, 2016
 

Agropecuária

Maior abate de suínos:

11,5 milhões

IBGE, 2017
 

Maior produtor de suínos:

8,1 milhões

IBGE, 2017
 

Maior abate de frango:

859,6 milhões

IBGE, 2017
 

Maior produtor de galináceos:

153,7 milhões

IBGE, 2017
 

Maior produtor de leite:

2,9 bilhões de litros

IBGE, 2017
 

Maior produtor de mel de abelha:

4,2 bilhões de kg

IBGE, 2017
 

Maior produtor de ovos de galinha:

260 milhões de dúzias

IBGE, 2017
 

Economia

Menor taxa de desocupação:

4,5%

IBGE, 1° trimestre 2022
 

Maior percentual de empregos na indústria:

34,1%

RAIS, 2020
 

Maior importador:

US$ 24,9 bilhões

MDIC, 2021
 

Maior PIB per capita:

R$ 45.118

IBGE, 2019
 

Maior VTI:

R$ 72,5 bilhões

IBGE, 2019
 

Maior PIB:

R$ 323,3 bilhões

IBGE, 2019
 

Maior VBPI:

R$ 180,1 bilhões

IBGE, 2019
 

Maior exportador:

US$ 10,3 bilhões

MDIC, 2021
 

Maior participação da indústria no PIB:

26,6%

IBGE, 2019