Pular para o conteúdo principal

Infraestrutura

Infraestrutura

ENERGIA

 

De acordo com os dados do Balanço Energético Nacional de 2020, Santa Catarina ocupa o 12º lugar no ranking de geração de eletricidade. Como principais fontes de energia, têm-se a hidrelétrica e a termelétrica, responsáveis por 75% e 23% da energia total gerada, respectivamente. O estado também se destaca como principal gerador de eletricidade por meio de lenha no país. 

Matriz de Energia Elétrica de Santa Catarina


Distribuição de fontes de energia em Santa Catarina

 

Fonte: Balanço Energético Nacional

SANEAMENTO

 

Segundo dados de 2019 do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) do Governo Federal, Santa Catarina tem um índice de atendimento total de água de 89,5%, taxa acima da média nacional, que é de 83,7%. O fornecimento é oferecido a 66% dos municípios pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN) e, nos demais, por companhias locais (SAMAEs). 

 
 
 
Informações do cenário nacional do SNIS (2019) indicam que, de toda a água coletada e tratada no país, 39,2% é perdida em vazamentos, falhas nos sistemas de medição e ligações clandestinas. No estado de Santa Catarina o valor é de 34,5%, montante de 4,7 pontos percentuais abaixo da média brasileira. 

                           

 

 Fonte: Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS)

TRANSPORTE

 

Modais de Comércio Exterior

Os modais utilizados nas importações e exportações de produtos catarinenses estão divididos nos três principais meios de transportes: marítimo, rodoviário e aéreo.

Nos últimos anos o modal marítimo tem sido o principal meio de chegada de mercadorias importadas, chegando a uma participação de 85% em 2020. Quanto ao escoamento da produção de Santa Catarina, o transporte rodoviário ganha uma maior representação de 12% do total exportado em 2020, enquanto a via maritima é responsavel por 74%.

Rodovias

 

O sistema rodoviário é utilizado para o transporte de mercadorias e pessoas por veículos automotores (ônibus, caminhões e veículos de passeio). Como possui, na maioria dos casos, preço de frete superior ao hidroviário e ao ferroviário, é adequado para mercadorias de alto valor ou perecíveis, produtos acabados ou semiacabados.

Distribuição das rodovias em Santa Catarina

 

                                                                     Distribuição, em porcentagem, da frota de autoveículos

                                                                         por unidades das federação em novembro de 2020

                                                                               

Fonte: Ministério da Infraestrutura, DENATRAN e RENAVAM

Unidades por 100 habitantes

                                                     

Fonte: Ministério da Infraestrutura, DENATRAN e RENAVAM

Ferrovias

 

 

O sistema rodoviário é utilizado para o transporte de mercadorias e pessoas por veículos automotores (ônibus, caminhões e veículos de passeio). Como possui, na maioria dos casos, preço de frete superior ao hidroviário e ao ferroviário, é adequado para mercadorias de alto valor ou perecíveis, produtos acabados ou semiacabados.

Distribuição das ferrovias em Santa Catarina

Ainda que esses benefícios da malha ferroviária sejam conhecidos, a participação desse modal na matriz de transportes brasileira e catarinense se encontra em nível inferior ao de países de grande área territorial. Deste modo, os investimentos para a ampliação das linhas férreas estão entre as principais propostas para o aumento da competitividade catarinense. Entre as iniciativas, destacam-se a implantação da Ferrovia Litorânea e o Corredor Ferroviário Leste-Oeste.

 

Portos

 

A estrutura portuária é uma das principais vantagens competitivas catarinense. São cinco os principais portos, estrategicamente distribuídos pelos 500 km da costa catarinense, que fazem do estado um grande centro logístico no país. A comercialização de produtos com parceiros comerciais escoa pelos portos de Itajaí, São Francisco do Sul, Imbituba, Navegantes e Itapoá, enquanto que o porto de Laguna atua voltado à pesca.

Distribuição dos portos em Santa Catarina

Nas importações brasileiras, mais de 23% dos contêineres (TEUs) chegam via portos catarinenses.

Evolução da movimentação de cargas nos portos de Santa Catarina, de 2015 a 2019

Os cinco portos marítimos catarinenses são bem equipados e mantêm linhas regulares com as principais cidades portuárias do mundo. Em 2019, eles movimentaram 46,9 milhões de toneladas e mais de 2,0 milhões de TEUs. 

Ainda nesse ano, o Complexo Portuário de Itajaí e o Porto de Itapoá, ocuparam a segunda e quarta posição no ranking de movimentação de contêineres dos portos brasileiras, respectivamente, e representaram 19,4% do total movimento no país.

Aeroportos

 

Santa Catarina possui 23 aeroportos, sendo 1 concessionado (Florianópolis), 2 sob administração da Infraero (Joinville e Navegantes), 18 administrados pelo Governo do Estado de Santa Catarina e 2 gerenciados por prefeituras (Chapecó e Caçador).

 

 

 

Participação dos aeroportos na movimentação de passageiros em 2019

 

Distribuição dos aeroportos em Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

​Entre 2010 e 2019, o movimento de aeronaves em voos domésticos e internacionais aumentou 1,8% ao ano, enquanto que o número de passageiros subiu 7,8%. Esse desempenho positivo teve forte influência do aumento de voos internacionais, principalmente do Aeroporto Internacional de Florianópolis, ao mesmo tempo que os voos domésticos também mantiveram uma trajetória crescente no número de passageiros.

Movimentação de Aeronaves nos Aeroportos de Santa Catarina, de 2010 a 2019

Movimentação de Passageiros nos Aeroportos de Santa Catarina, de 2010 a 2019