Pular para o conteúdo principal
Publicado em 28, Apr 2021 por economia_obser…
Emprego industrial
Publicações

Santa Catarina cria 10,6 mil novos postos de trabalho na indústria em março

Santa Catarina registrou um saldo positivo no mercado de trabalho formal para o setor industrial de 10.612 novos empregos no mês de março. Desse total, 9.063 foram criados na industrial geral –com 8.832 novos postos de trabalho na indústria da transformação – enquanto 1.549 foram criados no setor de construção civil. Esse desempenho coloca o estado na terceira posição, ficando atrás apenas de São Paulo e Rio Grande do Sul.

Saldo de empregos por setores


Considerando os demais setores, Santa Catarina registrou saldo positivo de 20.729 novos postos de trabalho. O setor de serviços foi responsável por 9.267 novas vagas, enquanto o de comércio e agropecuária responderam por um saldo de 3.123 e -2.273, respectivamente.


Saldo de empregos por setores da industriaEm relação ao saldo de empregos por setor da indústria de Santa Catarina, o resultado foi positivo, em virtude de que quase todos os setores apresentaram saldo positivo em março – apenas o setor de fármacos e equipamentos de saúde registrou fechamento de 22 vagas. O destaque do mês foi o setor de têxtil, confecção, couro e calçados que ficou com saldo de 2.545 novas vagas. Em segundo lugar ficou metalmecânica e metalurgia, com saldo de 1.613, seguido de construção (1.549), madeira e móveis (1.092), máquinas e equipamentos (977) e alimentos e bebidas (929).


Saldo de empregos por setoresOs investimentos em bens de capital observados nesse ano de 2021 está refletindo nos setores de metalmecânica e metalurgia e de máquinas e equipamentos. Os dados de produção industrial divulgados recentemente no Observatório FIESC demonstraram o aquecimento nesse segmento da indústria. Naturalmente, já é possível observar o desempenho positivo no mercado de trabalho, uma vez que ambos os setores foram responsáveis pela criação de 2.590 novos empregos no mês de março.

O comportamento de expansão no setor de bens de capital também é observado na economia brasileira. Essa dinâmica está demonstrando maior demanda de bens de capital para o setor agrícola, construção civil e setor industrial. O investimento em bens de capital está relacionado ao aumento na capacidade de oferta da economia. Esse processo poderá auxiliar na equalização entre a oferta e a demanda, bem como no nível de preços.

Tags Publicações