Pular para o conteúdo principal
Publicado em 12, Mar 2021 por economia_obser…
Produção Industrial
Publicações

Produção industrial mantem trajetória de recuperação

A produção industrial de Santa Catarina iniciou o ano com bons resultados, registrando um crescimento 1,0% em relação a dezembro de 2020, e aumento de 10,1% no comparativo de janeiro de 2021 com o mesmo período de 2020. É importante ressaltar, que a magnitude desse resultado se deve em parte pela redução da atividade industrial que vinha ocorrendo desde o final de 2019, antes mesmo do início da pandemia. Porém, esses números mostram a manutenção da tendência de melhora na produção a partir de setembro do ano passado, sendo a quinta variação positivo consecutiva.

Tal resultado já vinda sendo indicado pelo comportamento das importações do estado nos últimos meses, que apresentavam aumento da compra de insumos para a indústria, assim como o mercado de trabalho, com o maior número de saldo de emprego da indústria de transformação do país em 2020, também demonstrava boas condições da produção da indústria.

Gráfico1Gráfico2

Santa Catarina também se destacou na produção industrial no comparativo com os demais estados, ficando na 3ª posição, atrás apenas do Pará (13,3%), em função do bom desempenho do setor de minerais não metálicos e extrativo, e do Paraná (11,5%), puxado pelo setor de máquinas, aparelhos e materiais elétricos, e máquinas e equipamentos. Em relação ao Brasil como um todo, o estado também tem apresentado bom desempenho, com uma variação da produção industrial superior ao do país, que cresceu 0,4% entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, e 2,0% no comparativo interanual de janeiro/21 e janeiro/20.

Além da quantidade e relevância da indústria para o estado, que representa 26,7% do PIB e 34% dos empregos formais, a diversificação da estrutura produtiva industrial, a resiliência do empresário catarinense e a rápida adaptação ao novo cenário imposto pela pandemia, são fatores chaves para os números positivos apresentados.

Gráfico3

Máquinas e Equipamentos, e Metalurgia são destaque na produção industrial de janeiro em Santa Catarina

No ano passado foi possível observar o descompasso entre oferta e demanda ocasionado pela pandemia, uma vez que em função das medidas de isolamentos, alguns setores retomaram suas atividades antes de outros, o que interferiu em todo o processo da cadeia produtiva. Como consequência, houve escassez, e/ou atraso e/ou elevação de preço para alguns insumos, bem como alguns bens de consumo foram priorizados em detrimento de outros, o que influenciou diretamente no tempo de recuperação de cada um dos setores analisados na pesquisa de produção industrial do IBGE.

Apesar disso, ao observarmos o resultado da produção setorial em janeiro, verificamos variações positivas no comparativo interanual (jan21-jan/20) na maioria dos setores da pesquisa, indicando melhora nas relações das cadeias produtivas e vendas – como apresentado na pesquisa mensal de comércio do IBGE.

Gráfico4

 

Chama atenção alguns setores que foram fortemente afetados ano passado, apresentando variação negativa ao longo dos meses, como é o caso do setor de Vestuário e Acessórios e Veículos Automotores - que tem bastante influência pelo desempenho do mercado de consumo interno - e que a partir dos últimos meses de 2020 e agora, em janeiro de 2021 vem demonstrando melhoras em sua produção industrial. O setor de Metalurgia, importante também para fornecimento de insumo para outros setores, é outro caso que apresentou uma sequência de quedas na produção ao longo do ano, e que a partir de novembro/20 tem tido variações positivas consideráveis.

Além disso, setores como o de Máquinas e Equipamentos e Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos que tiveram rápida recuperação e bons resultados no último ano, seguem em crescimento no volume de produção.

Tags Publicações